*Anvisa barra lotes de pentavalente e Ourinhos também fica sem a vacina*

_Segundo o Ministério da Saúde, o atraso ocorreu porque três lotes do imunizante, importado da Índia, foram reprovados pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária)._
O atraso no fornecimento da vacina pentavalente (contra difteria, tétano, coqueluche, hepatite B e hemófilo B) já surte efeitos em Ourinhos. A medicação esgotou em todos os postos de saúde da cidade. A vacina, que integra o calendário nacional, é fornecida aos municípios por cada Estado da nação.
A vacina pentavalente é aplicada em três doses. Aos dois, quatro e seis meses de idade. Conforme o Ministério da Saúde, já foi feita a compra com outros fornecedores para atender toda a demanda do país. No entanto, a entrega das vacinas agora está sendo feita de forma escalonada e a previsão de regularização é até o final do ano.
A Secretária de Saúde, Cássia Palhas, diz que, por enquanto, seguindo as orientações do Governo Federal, os funcionários que aplicam as doses de vacinas nas unidades básicas de saúde estão informando os pais sobre o ocorrido.
“Sabemos da preocupação de todos por conta da falta desta vacina, por se tratar de uma medicação importante. Assim que a vacina chegar, imediatamente faremos uma ação de busca ativa para vacinar todas as crianças possíveis que não receberam a dose”, garante a Secretária.