Após morte de miliciano, Bolsonaro evita a imprensa

Após a morte do miliciano Adriano da Nóbrega, ligado ao clã Bolsonaro, Jair Bolsonaro avisou que não conversaria com os jornalistas na manhã desta segunda-feira (10) ao deixar o Palácio da Alvorada, como faz todos os dias. Ele alegou que não conversaria com os repórteres para evitar que suas declarações fossem “deturpadas”

Revista Fórum – Mostrando nervosismo e com o semblante sério, Jair Bolsonaro avisou que não conversaria com os jornalistas na manhã desta segunda-feira (10) ao deixar o Palácio da Alvorada, como faz todos os dias. O presidente disse que há “uma série de problemas no Brasil”, mas alegou que não conversaria com os repórteres porque sua fala seria “deturpada”.

“Pessoal, tem uma séria de problemas no Brasil, gostaria de compartilhar com vocês, mas como será deturpado e isso acabará dificultando a solução, então lamento, mas não vou falar nada com vocês, tá bom?”, disse.

Leia a íntegra na Fórum.

BRASIL 247