Bivar oficializa expulsão de Eduardo Bolsonaro do PSL

Filho do presidente terá o prazo de cinco dias para apresentar sua defesa

O presidente do PSL, Luciano Bivar, oficializou o pedido de expulsão do deputado federal Eduardo Bolsonaro. O documento foi assinado pelos parlamentares Abou Ann, Coronel Tadeu, Júnior Bozzella, Joice Hasselmann e Major Olímpio.

O documento, acessado pela Folha de S. Paulo, destaca que o filho do presidente terá o prazo de cinco dias para apresentar sua defesa  “sob pena de confissão e revelia, considerando-se verdadeiros os fatos”.

Também aponta que a disputa de poder com a família Bolsonaro ocorre há mais de um ano. Os aliados de Bivar acusam o filho 03 de abuso de poder ao “colocar seus interesses pessoais à frente dos interesses do partido”.

Em seu Twitter, na tarde desta quinta-feira, Eduardo Bolsonaro publicou: “A narrativa dos vagabundos é dizer que é Bolsonaro, mas quem atrapalha são os filhos. Nada do que digam reverte a surra moral que estão tomando nas redes. Eu sigo dormindo tranquilamente”.

FOCUS