Bolsonaro desconversa sobre relatório da PF que isenta filho de crimes

A PF concluiu não haver indícios de que o senador Flávio Bolsonaro tenha cometido os crimes de lavagem de dinheiro e falsidade ideológica

O presidente Jair Bolsonaro desconversou quando questionado sobre o relatório da Polícia Federal que inocenta seu filho, o senador Flávio Bolsonaro (sem partido-RJ), que era acusado de lavagem de dinheiro e falsidade ideológica. “Pergunta pra PF”, disse o presidente.

A declaração foi feita nesta segunda-feira 3, na cerimônia de lançamento da pedra fundamental do Colégio Militar de São Paulo. Flávio também estava no evento e afirmou aos jornalistas que “a investigação é isenta e só tem esse resultado possível”.

O jornal Folha de S.Paulo revelou, nesta segunda-feira, que a Polícia Federal concluiu não haver indícios de que o senador Flávio Bolsonaro tenha cometido os crimes de lavagem de dinheiro e de falsidade ideológica no inquérito eleitoral que mira tanto as negociações de imóveis feitas pelo filho mais velho do presidente, como a sua declaração de bens na eleição de 2018.

A previsão é de que o relatório final da PF sobre o caso seja entregue à Justiça nos próximos dias.

Segundo a Promotoria, que investiga a prática de peculato, ocultação de patrimônio e organização criminosa, Flávio Bolsonaro lavou até 2,3 milhões de reais com transações imobiliárias e com sua loja de chocolates. O senador nega que tenha cometido os crimes sob apuração.

CARTA CAPITAL