Chefe de milícia é morto durante consulta dentária no Rio

Alexsander da Silva Monteiro foi executado com pelo menos 20 tiros

 

O chefe de uma milícia que que atua na região de Campo Grande, no Rio de Janeiro, foi morto durante uma consulta dentária. De acordo com a Polícia Civil, homens armados invadiram o consultório e executaram Alexsander da Silva Monteiro, de 41 anos, conhecido como Popeye.

Segundo informações do jornal ‘Extra’, os homens dispararam pelo menos 20 tiros contra Alexsander e o corpo dele ficou em cima da cadeira onde era atendido. O dentista e outra pessoa ficaram feridos.

Policiais militares do 31º BPM (Recreio dos Bandeirantes) foram até o local e começaram as investigações do caso. Para os agentes, uma das linhas de investigação é de que o assassinato do miliciano tenha ocorrido devido a uma disputa pela expansão do grupo paramilitar em Campo Grande e Santa Cruz. Os policiais, porém, não descartam outras motivações para a execução.

Segundo a Polícia Civil, Popeye assumiu o comando da milícia de Campo Grande após a prisão do seu sócio Francisco César Silva de Oliveira, o Chico Bala, em 2010.

RENOVA MÍDIA