Eduardo Bolsonaro sugere usar decreto da ditadura: a fala e as reações

Hoje pela manhã, foi divulgado um vídeo em que o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL), o terceiro filho do presidente da República, sugeriu usar um decreto do tipo AI-5 (Ato Institucional), da época da ditadura, para conter protestos como os vividos pelo Chile nos últimos dias.

A fala gerou repercussões à direita e à esquerda em Brasília.

A oposição entrou com pedido que pode resultar na cassação de Eduardo, e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, chamou a fala de “repugnante”.

Ao fim do dia, o presidente Bolsonaro disse que a fala foi distorcida e Eduardo disse que “não existe possibilidade de retorno do AI-5”.

Entenda o que foi o AI-5.

UOL