Ex-militar faz mãe e cuidadora reféns, dispara 60 tiros, causa pânico nas Mercês e acaba preso

Um aposentado ex-militar de 74 anos teve um surto psicótico, fez a própria mãe, de 99 anos, e sua cuidadora reféns, além de disparar mais de 60  tiros de dentro da sua casa na rua Martim Afonso, nas Mercês, nesta segunda (7) à noite. A situação tensa durou cinco horas e mobilizou dezenas de policiais, inclusive do Batalhão de Operações Especiais (BOPE) e do Comandos e Operações Especiais (COES). O homem só foi dominado por volta das 23 horas, depois que a polícia montou barricadas dentro do imóvel,  usou gás lacrimogênio e disparou um tiro de arma não letal para imobilizar o ex-militar. Ele foi preso no local.

Antes, por volta das 21h45, a polícia invadiu a casa e conseguiu libertar duas mulheres que estavam com o homem. Elas foram encaminhadas primeiro para uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgências (Samu) e depois para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Campo Comprido, mas não foram baleadas. Apesar das inúmeras tentativas de negociação com o ex-militar, a polícia só consegui resolver a ocorrência após invadir o local.

Segundo informações preliminares, o homem também é professor e colecionador de armas e teria em sua casa pelo menos três delas. Durante as cinco horas, a polícia bloqueou as ruas ao redor da casa para garantir a segurança e o trânsito ficou complicado na região.

BEM PARANÁ