Jornalista atacado por Bolsonaro enquadra o presidente e diz que ele deve prestar contas à sociedade

Colunista Guilherme Amado, alvo de Jair Bolsonaro, não se intimidou após o ocupante do Planalto defender o fim das assinaturas de jornais ao celebrar a notícia de que Planalto gastará R$ 343 mil com pneus de carros. Segundo o jornalista, é necessário “jogar luz do sol sobre as contas públicas de um governo que prega austeridade, corta da Educação, corta da Saúde”

247 – O colunista de Época Guilherme Amado enviou um recado a Jair Bolsonaro pelo Twitter após o ocupante do Planalto defender o fim das assinaturas de jornais e revistas, ao comemorar a notícia de que o Palácio do Planalto gastará R$ 343 mil com pneus de carros de Bolsonaro, Mourão e ministros. Na rede social, Bolsonaro havia postado: “que notícia fantástica! Por isso cancelei TODAS as assinaturas de jornais e revistas da Presidência”.

O jornalista respondeu. “Por que noticiar compra de pneus para carros de luxo da Presidência da República é notícia? Porque é jogar luz do sol sobre as contas públicas de um governo que prega austeridade, corta da Educação, corta da Saúde. Isso é accountability, presidente. É jornalismo. É democracia”, escreveu o jornalista no Twitter.

Guilherme Amado

@guilherme_amado

Por que noticiar compra de pneus para carros de luxo da Presidência da República é notícia? Porque é jogar luz do sol sobre as contas públicas de um governo que prega austeridade, corta da Educação, corta da Saúde. Isso é accountability, presidente. É jornalismo. É democracia.

Ver imagem no Twitter
247 BRASIL