Paciente com suspeita de coronavírus em Minas Gerais passa bem, diz Ministério da Saúde

O Ministério da Saúde investiga um caso suspeito de coronavírus em Minas Gerais. O secretário de Vigilância em Saúde, Wanderson de Oliveira, informou nesta terça-feira (28) que a pasta investiga uma paciente de 22 anos que apresentou sintomas “compatíveis” aos da doença.

De acordo com o G1, a paciente é uma estudante que teve um histórico de viagem para Wuhan, na China, foco inicial de contaminação humana do vírus. Ela chegou em território brasileiro no dia 24 de janeiro e passa bem após apresentar os sintomas.

Em coletiva nesta manhã, o Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta declarou que algumas medidas protocolares contra a doença serão tomadas no Brasil, enquanto o governo brasileiro estará atento a informações técnicas e científicas do vírus. De acordo com a pasta, a paciente relata não ter ido ao mercado de peixes da cidade, não ter tido contato com nenhuma pessoa doente e não ter procurado nenhum serviço de saúde enquanto estava na cidade.

HISTÓRICO
O surto de coronavírus provocou 106 mortes na China, onde o número de infectados passa de 4,5 mil. De todas as mortes, 100 foram registradas em Wuhan, local em que a brasileira esteve e epicentro da contaminação. Ao menos 15 países em 4 continentes já confirmaram casos importados da doença.

Nesta terça, representantes do Ministério da Saúde vão se participar de uma reunião com a Organização Mundial da Saúde (OMS) sobre o tema. Oliveira disse que o Instituto Butantã participará de um “esforço internacional” para a produção de uma vacina contra o coronavírus.

O novo coronavírus pode se espalhar antes mesmo do aparecimento de sintomas, relatou o governo chinês no último domingo (28).

BAHIA NOTÍCIAS