PM flagrado agredindo mulher grávida no interior de SP é afastado…

RESUMO

  • Corregedoria investiga PM flagrado agredindo mulher por meio de inquérito
  • Vídeo mostra PM pressionando joelho contra barriga de grávida em abordagem
  • Flagrante também mostrou tapa no rosto da mulher
  • Testemunha diz que PM a abordou por entender que ela gravaria agentes
  • Policial disse que foi xingado pela mulher e que teria sido agredido

O policial militar que foi flagrado, em vídeos, agredindo uma grávida de cinco meses foi afastado do trabalho operacional no início da noite de hoje. Ele foi filmado, nesta terça (4), imobilizando de forma abrupta a mulher, em São José do Rio Preto, cidade a cerca de 490 quilômetros da capital paulista. O caso ocorreu na tarde de hoje, na rua 19, que fica no bairro Santo Antônio. A mulher foi agredida com um tapa no rosto. Ela ainda teve a barriga pressionada pelo joelho do policial e foi enforcada. Testemunhas pediam para que ela fosse liberada.

O policial foi identificado como Wesley Viana dos Santos, 34. À Polícia Civil, ele disse que a grávida o xingou de “filho da p… e de verme”. Ao se aproximar da mulher, o policial disse ter sido agredido com um soco no peito, “havendo, assim, a necessidade de técnicas policiais e força para jogá-la ao solo”. O governador João Doria (PSDB) informou, por meio do Twitter, que recomendou o afastamento do PM porque “existe protocolo a ser cumprido e as imagens indicam conduta totalmente inadequada do policial”. Ele também disse que não deixará de condenar “excessos” e “violência desnecessária”.

A PM (Polícia Militar) informou ao UOL que, além do afastamento, foi instaurado um IPM (Inquérito Policial Militar) para investigar a ocorrência. A Corregedoria investiga o caso. A Ouvidoria das Polícias de São Paulo acompanha as investigações. O ouvidor, Benedito Mariano, afirmou que irá solicitar, por ofício, que a Corregedoria assuma a apuração do caso.

Por meio de nota, a SSP (Secretaria da Segurança Pública) informou que “o comando do 17° Batalhão da Polícia Militar do Interior determinou o imediato afastamento do policial flagrado em desvio de conduta em abordagem a uma mulher grávida que resistiu à prisão durante uma ocorrência de tráfico de drogas nesta terça (4/2) em São José do Rio Preto”. A pasta também informou que a mulher foi encaminhada para exames médicos em uma unidade de saúde local.

Filmagem Uma testemunha afirmou que a mulher foi contida porque, enquanto os PMs abordavam um suspeito de traficar drogas, desconfiaram que ela estava filmando. O ato de filmar, porém, não infringe nenhuma lei. Enquanto as testemunhas pediam que ela fosse liberada, o PM afirmava que ela estava detida pelos crimes de desacato e de resistência. A mulher foi levada para a Central de Flagrantes, da Polícia Civil.

ACESSE O LINK E VEJA O VÍDEO:

https://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2020/02/04/pm-flagrado-agredindo-mulher-gravida-no-interior-de-sp-e-afastado.htm

UOL