Presidente da CPI das Fake News diz que Carlos Bolsonaro será convocado

RENOVA MÍDIA

“Precisamos ouvir todos os atores das redes sociais que podem ter influenciado as eleições”, disse o presidente da CPI.

A CPI das Fake News deve entrar em ebulição nas próximas semanas com a provável convocação do vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ), filho do presidente da República, Jair Bolsonaro.

O presidente da comissão, senador Angelo Coronel (PSD-BA), afirmou que Carlos será convocado e acusou o Partido Social Liberal (PSL) de agir nos bastidores como “se tivesse culpa no cartório”:

“O presidente não cansa de dizer que o filho foi responsável por suas redes sociais. Como tem processo aberto no TSE das eleições de 2018, nada como o próprio Carlos vir para dizer se houve irregularidade.”

Segundo o site Congresso em Foco, o parlamentar acrescentou:

“Precisamos ouvir todos os atores das redes sociais que podem ter influenciado as eleições. Não é importa se é filho ou pai de alguém. A lei tem de ser para todos. Não vou pender para o governo nem para a oposição.”

Coronel afirma que Bolsonaro não pode ser alcançado diretamente pela CPI, mas pode sofrer os efeitos das conclusões da comissão se o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) constatar que houve irregularidades em sua campanha.

RENOVA MÍDIA