PSL estuda ação criminal contra deputado que gravou reunião

Partido deve entrar no Conselho de Ética e com ação criminal contra deputado que gravou reunião.

O Partido Social Liberal (PSL) deve entrar com representação no Conselho de Ética da Câmara contra o deputado Daniel Silveira (PSL-RJ).

Silveira gravou de forma clandestina uma reunião de parlamentares da legenda coordenada pelo deputado Delegado Waldir (PSL-GO), líder da bancada.

De acordo com Silveira, ele precisou fazer a gravação pois se tratava de “uma cúpula fechada tramando contra a República”.

A pressão que o PSL está sofrendo de outros partidos tem o objetivo de evitar que isso se torne uma prática comum entre os deputados, criando um clima permanente de suspeição, informa o site G1.

O PSL também deve entrar com ação criminal contra Daniel Silveira por interceptação clandestina, sob o argumento de que a legislação só autoriza gravação para a própria defesa, o que, na visão da cúpula do partido, não era o caso de Silveira.

RENOVA MÍDIA