Barroso afasta por 90 dias senador flagrado com dinheiro na cueca

MARIANA TRAMONTINA, DO UOL

O ministro Luís Roberto Barroso, do STF (Supremo Tribunal Federal), determinou hoje o afastamento do senador Chico Rodrigues (DEM-RR) de suas funções no Congresso por 90 dias. A decisão agora segue para o Senado, que pode manter ou não a determinação de Barroso.

Ontem, Rodrigues foi pego com R$ 30 mil em dinheiro na cueca em sua casa em Boa Vista, quando a Polícia Federal cumpria um mandado de busca e apreensão por suspeita de desvios de recursos públicos de emendas parlamentares destinadas ao combate à pandemia de covid-19.

Por volta das 12h20 de hoje, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) solicitou a dispensa de Rodrigues da função de vice-líder do governo no Senado. A saída seria “em atenção ao pedido” de Rodrigues, segundo mensagem direcionada ao Senado publicada em edição extra do Diário Oficial da União. A apoiadores, Bolsonaro disse não ter “nada a ver” com o caso e que a operação é “fator de orgulho para o meu governo”.

Em nota, Rodrigues afirmou que está confiante na Justiça e que logo tudo será esclarecido. “Vou cuidar da minha defesa, e provar minha inocência”, disse.

A permanência de Chico Rodrigues como vice-líder do governo era vista como insustentável. A expectativa era de que, se não pedisse para sair, seria retirado da função para não prejudicar mais ainda a imagem do governo.

UOL