Beneficiário militar custa 17 vezes mais que aposentado do INSS ao Tesouro Nacional

Relatório do Tesouro Nacional revela que o déficit do sistema de aposentadoria em 2019 foi o maior já registrado

Nesta segunda-feira (6), foi divulgado o Relatório Contábil do Tesouro Nacional que mostra gastos de aproximadamente R$ 121,2 mil para cobrir o rombo de cada militar inativo à União.

O valor gasto com um militar aposentado equivale a 17 vezes o valor gasto com um trabalhador do setor privado, aposentado pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) segundo relatório.

De acordo com documento que traz informações sobre as contas públicas de 2019, o gasto proporcional do governo foi de R$ 6.900 por beneficiário aposentado ou pensionista para cobrir o déficit do Regime Geral da Previdência Social (RGPS).

Já para os servidores públicos, aposentados pelo Regime Próprio de Previdência Social (RPPS), o gasto médio foi de R$ 71,6 mil, comparado a um aposentado pelo INSS o valor é dez vezes maior.

Ao todo o Tesouro Nacional teve que cobrir R$ 318,4 bilhões em gastos previdenciários no ano passado – o que não ocorreria se os sistemas fossem equilibrados e as despesas fossem iguais às receitas. Quanto maior o déficit, maiores são os gastos da União para cobrir o rombo.

Renda média anual

Os dados também mostram que a renda anual média de um militar inativo ou pensionista pode chegar a R$ 128,2 mil, já a de um aposentado pelo INSS é de R$ 20,4 mil. Assim, um militar ganha mais de seis vezes o valor que ganha um aposentado pelo INSS. Em geral, a renda média do brasileiro é de R$ 17,3 mil por ano.

*Com informações do Uol.

DM