Bolsonaro é alvo de “panelaços” pelo sexto dia seguido

Semana de Bolsonaro foi marcada por protestos no meio da crise do coronavírusImagem: ERBS JR./FRAMEPHOTO/FRAMEPHOTO/ ESTADÃO CONTEÚDO

Protestos contra o presidente Jair Bolsonaro em forma de “panelaços” foram registrados pelo sexto dia consecutivos em cidades como São Paulo e Rio de Janeiro na noite de hoje. Desde a última terça-feira (17), as manifestações têm ocorrido com frequência em meio à crise do coronavírus em diversas regiões do Brasil. Em São Paulo, o barulho das panelas foi ouvido em bairros como Consolação, Vila Madalena, Higienópolis, Pinheiros, Santa Cecília, e Perdizes. No Rio de Janeiro, os “panelaços” foram registrados em Copacabana, Lapa e Laranjeiras. Ontem, Bolsonaro foi alvo de um “Panelaço de Aniversário”, uma campanha nas redes sociais que ficou entre os termos mais comentados do Twitter e fazia referência ao aniversário do presidente, que completou 65 anos de idade no sábado (21).

O Brasil já registra 1.546 casos de infecções e 25 mortes confirmadas provocadas pelas covid-19, de acordo com o Ministério da Saúde. Já existem confirmações de contaminação pelo novo coronavírus em todos os estados brasileiros, além do Distrito Federal. Na sexta-feira (20), o presidente disse que “não está preocupado” com os protestos. “A minha preocupação é se marcarem contra a Globo ou contra algumas autoridades que temos por aí, tá certo? Vai ter um som ensurdecedor”, provocou Bolsonaro. No mesmo dia, o presidente chamou a covid-19 de “gripezinha” ao responder a uma pergunta sobre um possível novo teste para saber se ele possui o coronavírus em seu organismo. Foram dois realizados até agora, e Bolsonaro afirma que ambos deram resultados negativos.

UOL