Brasil completa um mês de combate ao coronavírus com recorde de mortos e infectados em 24 horas

Clarice Cardoso, do UOL, em São Paulo

Há um mês hoje, o Brasil enfrenta o desafio de combater em seu território a pandemia mundial de covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. Hoje, o Ministério da Saúde confirmou o aumento recorde de mortos e infectados em apenas 24 horas: com o número oficial de 77 mortes, foram 20 novos óbitos de ontem para hoje. No total, são 2.915 casos oficiais confirmados no país, 482 a mais do que ontem. Atualmente, há 399 pacientes internados e quase metade deles (194) está na UTI.

Durante a apresentação, foi apresentado um balanço sobre o avanço da covid-19. Com 1.665 casos oficiais, o Sudeste concentra o maior número de pacientes, 57% do total no país. Na sequência, vêm Nordeste (457 confirmados), que concentra 16% dos casos no país, Sul (392), com 14%, Centro-Oeste (275), com 9% e Norte (126), com 4%.

Coronavírus no mundo

O diretor da unidade Europa da Organização Mundial de Saúde afirmou hoje que há “sinais encorajadores” de desaceleração do surto, mas destacou que a situação continua sendo grave. Apesar do tom otimista da nota, a Itália voltou a registrar alta no número de novas mortes causadas pelo coronavírus no país. De ontem para hoje, mais 712 pessoas morreram vítimas da covid-19, 29 a mais do que o registrado de terça para quarta-feira (683). A Espanha já registra 4.089 mortes provocadas pelo novo coronavírus e mais de 56 mil infectados, contudo, o número de mortes por dia, de 655, caiu pela primeira vez na última semana, com 83 menos óbitos do que os registrados ontem. Já nos Estados Unidos, há registrados 68.440 casos de coronavírus, um aumento de 13.987 em relação à contagem anterior, e o número de mortes aumentou em 257 para um total de 994.

UOL