Ciro diz que Bolsonaro é corrupto e não tem autoridade para denunciar o Congresso

Ciro Gomes e Jair Bolsonaro (Foto: Reuters | Agência Brasil)

Em vídeo, Ciro Gomes manda recado aos “simpatizantes de Bolsonaro” e ressalta que, “se o Congresso tem defeitos, ele é a última pessoa com moralidade para denunciar isso”. “Desviava o pouco que havia no seu gabinete”, diz

247 – O ex-ministro e ex-governador Ciro Gomes, candidato à presidência pelo PDT em 2018, mandou um recado aos simpatizantes de Jair Bolsonaro, em vídeo nas redes sociais, em tempos de convocação de manifestações em defesa do fechamento do Congresso Nacional e do STF.

No vídeo, Ciro descreve os votos de Bolsonaro como deputado federal, como a ocasião em que votou favorável ao teto de gastos, no governo Michel Temer. O projeto congelou por 20 anos despesas para serviços sociais, “em nome de uma pseudo austeridade”, mas não para “juros para bancos”, lembrou Ciro.

Bolsonaro foi tudo de foi de ruim por 28 anos como deputado federal, ressaltou ainda o ex-governador. “Mas Bolsonaro, que faz um discurso da moralidade, é um corrupto. Ele, que ocupa a presidência da República do Brasil, desviava o pouco que havia no seu gabinete. Tinha seis funcionários fantasmas que assinavam recibo e ele botava o dinheiro no bolso”.

“Se o Congresso Nacional tem graves defeitos – a corrupção de uma parte dele e o descompromisso com a questão dos pobres – a última pessoa do Brasil que tem autoridade moral para denunciar isso chama-se Jair Messias Bolsonaro”, conclui.

BRASIL 247