DENÚNCIA DE CORRUPÇÃO EM OURINHOS… VERDADE OU MENTIRA??

População ourinhense aguarda explicações e divulgação da verdade dos fatos, que de qualquer forma já é um escândalo.

Ourinhos hoje é palco de denúncia, muito grave, de suposta extorsão praticada pelo prefeito Lucas Pocay, secretário Osvaldino e ex-procurador Pedro Vinha Júnior contra o empresário proprietário da Delfim Verde, Ricardo Simões, que aponta a exigência de 05 lotes de determinado loteamento para que o ente público aceitasse a Dação em Pagamento de uma área de terra de valor equivalente a débitos de impostos em atraso que, segundo informações do empresário, não foi a Dação em Pagamento executada por não aceitar os termos do acordo, sendo o caso relatado à Polícia e também motivo de abertura de CPI na Câmara Municipal que farão,  cada qual, investigações, juntada de documentos e ouvirão testemunhas e os próprios envolvidos para o devido esclarecimento, busca da verdade e penalizações.

O prefeito, secretário e ex-procurador negam tal tentativa de extorsão e recorrem a documentos públicos, testemunhas e declarações para comprovarem a lisura das negociações realizadas que envolvem hoje uma grande dúvida em toda população que, dividida, apontam talvez fatos como mentiras e vice versa.

Daí, no bastidor da contenda, acusações não menos gravíssimas e agressivas envolvem um site local, Repórter na Rua – que possui informações privilegiadas junto aos órgãos públicos – o vereador Vadinho e seu ex-assessor, Renato, e o jornal que veiculou a denúncia de primeira mão, o Debate, além de fakes e outros interessados na defesa, eis que não está sendo, de pronto, dado transparência às investigações, justamente para que estas não sejam afetadas, mas não se sabe quem ou como conversas gravadas foram publicadas pelo site, embora falhas, já como verdadeiras, acusando abertamente o vereador Vadinho, seu ex-assessor Renato como pessoas que estariam direcionando o empresário a mentir nas denúncias e declarações já acontecidas, citando também o jornal Debate, fatos que também deverão ser esclarecidos, segundo o vereador ourinhense, pois vazamentos de documentos públicos normalmente criam sérios problemas e prejuízos morais e materiais às partes atingidas.

O respeitável jornal de Santa Cruz do Rio Pardo, Debate, que primeiro publicou a denúncia do empresário Ricardo Simões e que foi fonte de outros veículos de comunicação, por seu proprietário, Sérgio Fleury, se manifestou  contra as falácias do texto do site da prefeitura, Repórter na Rua, repudiando e exigindo reparação do responsável, conforme o jornal, na matéria mentirosa e repugnante publicada.

Neste ano eleitoral, ainda que na dúvida se ocorrerão eleições em outubro, muitas ocorrências, lícitas ou ilícitas, escandalosas ou não, fakes, possivelmente estarão em pauta tanto pelo grupo que está no governo como pela oposição movimentando os veículos de comunicação, Polícia e Judiciário, mas as campanhas, embora ainda tímidas em suas pré-candidaturas, agora com o advogado tucano, André Mello, deverá desenvolver novo ritmo e assim que a Justiça Eleitoral permitir com certeza haverá uma ferrenha disputa  no sentido de o grupo opositor vencer as eleições e destronar Lucas Pocay, já em campanha, com o resultado das investigações atingindo o resultado da parte que estiver mentindo.

Possivelmente na sessão desta segunda-feira na Câmara Municipal de Ourinhos, durante as falas dos componentes da CPI instalada, serão comentados os fatos aqui narrados, em especial pelo vereador Vadinho, aqui citado e atingido com as sérias e gravíssimas acusações do site agora também envolvido.

JORNAL TABLÓIDE