Espanha: Militares encontram cadáveres “abandonados” em vários lares

Situação foi denunciada esta segunda-feira pela ministra da Defesa, Margarita Robles, que indicou que cadáveres estavam “abandonados” em lares onde estavam idosos a viver.

Os militares espanhóis, que foram destacados para prestar apoio durante a pandemia da Covid-19, encontraram, esta segunda-feira, situações de risco extremo entre a população mais idosa. De acordo com o Ministério da Defesa, citado pelo El Mundo, foram localizados lares nos quais idosos estavam a viver com cadáveres de pessoas falecidas por causa do novo coronavírus.

“O Exército encontrou idosos, pessoas mais velhas, abandonados, quando não mortos, nas suas camas. Vamos ser implacáveis e contundentes“, afirmou a ministra da Defesa, Margarita Robles, em entrevista à televisão espanhola, assegurando que irão ser tomadas medidas por causa do “tratamento que é dado nesses lares”.

A governante referia-se aos oficiais da Unidade de Emergência Militar, ramo das Forças Armadas espanholas, que estão destacados para prestar uma maior apoio durante a pandemia, conforme havia anunciado no domingo o primeiro-ministro, Pedro Sánchez.

Sandra Clivati@sandraclivati

| “En algunas residencias de mayores el Ejército se ha encontrado a ancianos muertos en sus camas”😢 Margarita Robles, ministra de @Defensagob “todo el peso de la ley” caerá sobre los responsables de este abandono 💢 https://www.telecinco.es/elprogramadeanarosa/margarita-robles-ancianos_18_2919270084.html  ©️TeleCinco

Vídeo incorporado

https://twitter.com/sandraclivati/status/1242201708203294728
Veja outros Tweets de Sandra Clivati

De acordo com o El Mundo, o protocolo para uma morte por novo coronavírus dita que ninguém toque no corpo até chegar alguma autoridade, para evitar contágios, fazendo-se ainda nota do facto das funerárias estarem quase no limite, recolhendo os corpos com muito atraso.

Ainda assim, a Procuradoria-geral já anunciou que vai abrir diligências para averiguar as denúncias da ministra da Defesa. O Ministério Público indicou, através de comunicado, que, perante essa “situação alarmante”, será aberta uma investigação aos factos.

A grande maioria destes lares inspecionados estão na comunidade de Madrid, que é a região mais afetada em Espanha, contando nesta altura mais de 10 mil infetados e mais de 1.200 mortos. Recorde-se que em apenas um lar, a residência Monte Hermoso de Madrid, foram anunciados 19 mortos entre os idosos (17 confirmados como vítimas da Covid-19), com mais de 70 casos de contágio.

Espanha registou nas últimas 24 horas 462 mortos com o novo coronavírus e um aumento de 4.517 no número de infetados. Segundo os números do Ministério da Saúde espanhol, desde o início da pandemia, o país teve um total de 33.089 casos da pandemia da covid-19, dos quais 2.182 morreram e 3.355 já tiveram alta e são considerados como curados.

NOTÍCIAS AO MINUTO BRASIL