Estudo chinês revela qual tipo sanguíneo é mais vulnerável ao coronavírus

Pesquisas preliminares feitas em Wuhan e Shenzhen indicam que um tipo sanguíneo é mais vulnerável ao coronavírus. Os pesquisadores constataram que pessoas com sangue tipo A podem ser mais vulneráveis. O estudo teve como amostra um grupo de 2.000 pacientes tratados em ambas as cidades, segundo o jornal South China Morning Post.

Os pesquisadores ainda constataram que pessoas com sangue tipo A também contam com sintomas mais graves da doença. “As pessoas do grupo sanguíneo A podem precisar de proteção pessoal especialmente reforçada para reduzir a possibilidade de infecção. Os pacientes infectados do grupo A também devem receber maior vigilância e tratamento mais agressivo”, afirmou o estudo liderado por Wang Xinghuan, do Centro de Medicina Baseada em Evidências e do Hospital Zhongnan da Universidade de Wuhan.

Tipo sanguíneo mais resistente ao coronavírus

Os pesquisadores também identificaram qual o tipo sanguíneo mais resistente ao COVID-19. ” O grupo sanguíneo O teve um risco significativamente menor de doença infecciosa em comparação com os grupos sanguíneos não-O”.

METRO JORNAL