Falas importantes na sessão plenária desta segunda-feira podem mudar Ourinhos

Entre vários casos importantes a serem apontados hoje na sessão plenária da Câmara Municipal de Ourinhos, o vereador Vadinho comentou duas que a cidade e em especial o povo de Ourinhos merecia realmente que fosse muito bem observado.

Vereadores da base  recebem instruções do prefeito antes das sessões

Um deles é a denúncia pública de que os vereadores da base de sustentação do prefeito Lucas Pocay recebem instruções às vésperas das sessões, do próprio prefeito, o que deixa claro que os ditos vereadores não agem de livre e espontânea vontade, ou seja, não possuem vontade própria, devendo seguir as instruções, sejam elas boas ou más a população ourinhense. E mais, o vereador Vadinho sugeriu aos colegas vereadores disponibilizarem de vontade própria seus celulares para constatação do fato, deixando claro não estar brincando com a verdade e colocando os vereadores da base de sustentação na parede, pois só assim poderão mostrar a verdade à população.

Neste caso, a independência do Legislativo está em dúvida quanto ao Executivo até que se provem, com abertura espontânea do sigilo dos celulares de cada vereador. Quem não deve não teme, claro.

Número de cargos comissionados e funções de confiança devem ser 90% da existente contratada por Lucas Pocay

Em segundo, toda população ourinhense está ciente que o prefeito Lucas Pocay extrapolou todos os deveres morais para com a população e talvez legais para com a Justiça ao adotar uma linha de contratações de cargos comissionados e funções de confiança nunca antes acontecido com qualquer outro prefeito municipal, chegando a casa de quase 700 cargos, sendo necessário mais de 60 milhões para a manutenção desses cargos que poderiam ser aplicados na precária Saúde que a população vem enfrentando, aos problemas de falta de água e até evitando essa triste entrega do setor mais lucrativo da SAE, que o povo não entende o porquê.

O vereador apontou essa enorme quantidade de dinheiro público gasto pelo prefeito Lucas Pocay de forma desnecessária a cidade, mas simplesmente para sua manutenção no cargo de prefeito em caso de eleição, como acontecerá no dia 15 de novembro próximo, taxativamente afirmando que o número de cargos comissionados e funções de confiança na Prefeitura deveria cair para 10% desse total, ou seja, que 90% desses cargos e dinheiro gasto com eles são desnecessários, não têm razão de ser e que Ourinhos economizaria praticamente em torno de 50 milhões ano caso isso acontecesse, pois o que não se faria com 50 milhões dos impostos que pagamos???

Daí que esse escândalo que o prefeito Lucas Pocay pratica com o dinheiro público – e já responde judicialmente por parte dessa aberração, já condenado em 1ª Instância e que pode se tornar breve um ficha suja condenado por improbidade administrativa em 2ª Instância -, desrespeitando toda população que não se locupleta desses favorecimentos pessoais, é uma triste e maldosa jogada do prefeito Lucas Pocay para sua reeleição e manutenção de sua rede de apoiadores nas redes sociais. Uma vergonha onde falta de tudo, em especial a Saúde e Água, e ainda a prática doação forçada do setor de esgoto, a única fonte lucrativa aqui existente, o que não se deve permitir que aconteça.

JORNAL TABLÓIDE

TABLÓIDE OURINHOS