Lula vira réu na Lava Jato pela 4ª vez

Acusado de receber propina

Odebrecht teria pago R$ 4 mi

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva virou réu pela 4ª vez num processo da Lava Jato. A denúncia foi recebida pelo juiz Luiz Antônio Bonat, da 13ª Vara Federal de Curitiba.

Leia a íntegra (350 kb) da decisão.

A denúncia foi apresentada pelo MPF (Ministério Público Federal) com base em supostas doações irregulares da empreiteira Odebrecht para o Instituto Lula. Os valores somam R$ 4 milhões.

Segundo os procuradores, o petista foi “comandante e principal beneficiário do esquema de corrupção que também favorecia as empreiteiras cartelizadas”, como a Odebrecht.

O ex-ministro da Casa Civil Antonio Palocci e Paulo Okamotto, presidente do instituto, também são réus no caso.

A defesa do ex-presidente afirmou que a decisão de Bonat é descabida e não passa de “mais 1 ato de perseguição”, porque desconsidera decisão do STF que retirou as ações envolvendo o petista do guarda-chuva da Lava Jato em Curitiba.

Leia a nota completa:

“A decisão proferida hoje pela “Lava Jato de Curitiba” é mais um ato de perseguição contra o ex-presidente Lula porque aceitou processar mais uma ação penal descabida, que tenta transformar doações lícitas e contabilizadas para o Instituto Lula – que não se confunde com a pessoa do ex-presidente – em atos ilícitos, durante o período eleitoral, em evidente prática de “lawfare”. A mesma decisão desconsidera que Lula já foi definitivamente absolvido pela Justiça Federal de Brasília da absurda acusação de integrar de uma organização criminosa, assim como desconsidera decisão do Supremo Tribunal Federal que retirou da Justiça Federal de Curitiba a competência para analisar o assunto. Por tais motivos, dentre outros, a decisão será impugnada pelos meios legalmente cabíveis”.

PODER 360