Mandetta diz que teste rápido para coronavírus ‘não será para todo mundo’

Na coletiva de hoje, o ministro Luiz Henrique Mandetta disse que o teste rápido para o novo coronavírus “não será para todo mundo”.

“Segunda-feira chega o primeiro lote de testes rápidos ao Brasil, mas aviso: não é para todo mundo. Tem critérios de utilização. Não pense que você vai fazer um teste e dizer ‘estou bem, tenho um certificado, vou para frente’. Não é para isso”, afirmou.

“Se não houver critério, vai acontecer igual a vacina. Nós dissemos ‘vacine o idoso e o profissional da saúde’, mas teve estado que me ligou em duas horas dizendo que acabou a vacina porque vacinou todo mundo.”

O ANTAGONISTA