PM usa barra de concreto para agredir motoqueiro em SP.

Policial se escondeu para agredir motoqueiro com barra de concreto

Reprodução/Record TV

Policial militar do 16º Batalhão se escondeu atrás de poste e, quando o motoqueiro se aproximou, efetuou o golpe. Caso aconteceu no Natal

Um policial militar do 16º Batalhão se escondeu atrás de um poste de iluminação durante uma blitz, na madrugada da última quarta-feira (25), no Jardim Jaqueline (zona oeste de São Paulo), e esperou um motoqueiro se aproximar para atingí-lo na cabeça com uma barra de concreto.

O piloto da motocicleta, que estava com a companheira na garupa, caiu após o golpe. De acordo com a mulher, eles estavam indo para casa de um familiar comemorar o Natal.

Imagens de câmera de segurança obtidas pela Record TV que mostram a agressão foram entregues à Corregedoria da Polícia Militar. Todos policiais envolvidos na blitz, que são do mesmo batalhão que atuou na tragédia de Paraisópolis, foram afastados das ruas e o caso segue em investigação.

O vídeo ainda mostra que, após o casal cair da motocicleta, outros policiais militares se aproximaram. Um PM arrasta o homem para a calçada, enquanto outros cercam e agridem a mulher. Em nenhum momento as imagens indicam que as vítimas esboçaram reação.

https://noticias.r7.com/sao-paulo/pm-usa-barra-de-concreto-para-agredir-motoqueiro-em-sp-assista-30122019?utm_source=pushnews&utm_medium=pushnotification

O homem foi socorrido pelos próprios policiais e levados para um hospital. Segundo a mulher, no pronto-socorro os PMs disseram que o casal caiu da moto após furar um bloqueio policial.

O motoqueiro teve traumatismo craniano e ficou dois dias em coma. Ele passou por uma cirurgia para corrigir o afundamento do crânio e segue em recuperação.

R7