Polícia Federal intima Eduardo e Carlos Bolsonaro a deporem sobre atos antidemocráticos

247 – A Polícia Federal intimou o deputado federal Eduardo Bolsonaro e o vereador Carlos Bolsonaro a deporem como testemunhas na investigação relacionada aos atos antidemocráticos do início de 2020, segundo Caio Junqueira, da CNN.

Os depoimentos acontecem no momento em que os investigadores avançam sobre a origem do financiamento dos atos e apuram a existência de um esquema de financiamento e lavagem de dinheiro ligado às manifestações.

Já existe também um mandado de busca e apreensão, expedido pelo ministro do STF Alexandre de Moraes, contra a empresa Foco do Brasil, um dos principais canais de mídia bolsonarista e que transmitiu ao vivo o ato do dia 19 de abril. Investigações apontam que este canal “monetizou, entre março de 2019 e maio de 2020, o montante de US$ 330.887, dados que reforçam a necessidade de realização de ação de busca e apreensão no local”.

A oitiva de Eduardo Bolsonaro está marcada para acontecer no dia 22 de setembro em Brasília. O depoimento de Carlos, pelo que consta, aconteceu no dia 10 deste mês, mas nem a PF e nem os advogados do vereador confirmaram se o testemunho de fato ocorreu.

A investigação tramita sob segredo de Justiça no Supremo Tribunal Federal.

BRASIL 247