VADINHO FICA E PARTICIPA DA CPI DA EXTORSÃO

Cargo em Comissão Fermiano e prefeito Lucas   (foto Jornal Debate)

Mandado de Segurança impetrado pelo vereador Vadinho na tentativa de impugnar a suspensão da CPI da EXTORSÃO tem liminar feliz ao edil

Embora o MM. Juiz, Dr. Nacoul, tenha negado a liminar para anulação do ato administrativo na Câmara Municipal, onde o cargo em comissão da SAE, Fermiano, representou contra o vereador Vadinho por quebra de decoro parlamentar, permitiu a continuidade da CPI como estava  e, de forma paralela para ao final haver um resultado, seja este ou aquele, democrático, sério e transparente na busca da verdade, a representação de Fermiano sem o afastamento do vereador Vadinho da CPI, como pediu a representação.

Dr. Nacoul manteve o vereador Vadinho como um dos componentes da CPI, descaracterizando a decisão do presidente da Câmara, Enfermeiro Alexandre, de convocar o suplente de Vadinho, o eletricitário Paladino, tornando-a nula, devolvendo ao Impetrante todos os direitos a ele retirados nos trabalhos da CPI.

Com certeza a contragosto do presidente Alexandre Enfermeiro, a sessão de hoje, dia 15, que já teria a presença do suplente Paladino, tem outro panorama com a decisão jurídica de última hora, deverá voltar ao estado em que se encontrava na sessão passada, quando recebida a representação contra Vadinho, dando a população de Ourinhos um alívio, pelo menos no que diz respeito ao tempo e suspensão da CPI, que deverá continuar com os trâmites normais e ao final, como todos querem, que venha a realidade dos fatos, a verdade, a Justiça.

JORNAL TABLÓIDE