VEREADORES DA SITUAÇÃO QUEREM “DESTROÇAR” OPOSIÇÃO EM OURINHOS

De maioria absoluta, não há porque vereadores da base terem medo de resultados de CPI da EXTORSÃO ou outras denúncias, a verdade sempre prevalece, não?

Com poucas manifestações aproveitáveis, a “Casa do Povo”, que não tem porquê se chamar assim desde que não representa ninguém a não ser os próprios interesses pessoais dos vereadores, a Casa de “Leis”, representada pela base de sustentação do Executivo buscou nesta segunda-feira, em quase todos os temas adotados, diminuir a importância dos colegas de oposição, em clara tentativa de submissão, articulando de forma agressiva e até mesmo ameaçadora, bastando a qualquer cidadão comum, de mediana inteligência, ouvir os pronunciamentos direcionados contra todos os vereadores que, segundo eles, estão totalmente veiculando mentiras, independente de qualquer sentença judiciária, apenas na certeza do “achismo” de cada um.

Evidentemente tentando convencer a população que assistia a TV Câmara e até mesmo para ser compartilhado pelos cargos comissionados nas redes sociais, de que somente eles que estão acoplados ao governo dizem a verdade, defendendo em todos os sentidos a atual gestão Lucas Pocay, citando em especial: O caso da contratação de 03 caminhões de uma empresa, por 02 meses, mediante a paga de 189 mil reais, importando 63 mil para cada caminhão nos 02 meses e 31,5 mil reais por mês apenas para recolher as galhadas que infestam a cidade; a suspeita privatização da SAE em setor evidentemente lucrativo, no esgoto, após sucessivos aumentos nas tarifas, por 35 anos e a denúncia do empresário Ricardo Simões na Polícia Federal denominada CPI da Delfim Verde ou CPI da EXTORSÃO, o que está em fase investigativa e com certeza seguirá para o Judiciário, mas por enquanto devagar na Câmara, tendo em vista praticamente ao estado de saúde mental do denunciante, devendo dar continuidade e finalizada dentro do prazo regimental, sendo tudo de interesse público, mas que atentamos para o fato de os vereadores de situação tentarem suprimir a oposição de forma agressiva e despojada de qualquer mérito racional, de educação ou de harmonia entre os colegas, demonstrando na agressividade dos pronunciamentos o desespero a que estão todos imbuídos na obstrução dos problemas, ou denúncias que enfrenta o prefeito Lucas Pocay, se esquecendo todos de que estamos em um país democrático e que os colegas vereadores estão defendendo os interesses da população e não do prefeito municipal.

Isso pesa, e muito, na reeleição do prefeito, daí o desespero dos vereadores de situação, que não pretendem deixar o governo.

JORNAL TABLÓIDE

TABLÓIDE OURINHOS